Cruzes, minha prima!

Lima Barreto, em seu livro Clara dos Anjos, enquanto descreve o seresteiro Joaquim dos Anjos, cita o flautista Callado, considerado um dos maiores músicos brasileiros do final do século XIX, e autor da famosa polca Cruzes, minha prima!.

E num trecho do livro, que transcrevo logo abaixo, o autor lamenta a perda de importância da flauta com a morte do único sucessor de Callado, o músico Patápio Silva.

“Com a morte dele a flauta voltou a ocupar um lugar secundário como instrumento musical, a que os doutores em música, quer executantes, quer os críticos eruditos, não dão nenhuma importância.”

Se o médico deixar de tocar o paciente, a mão vai sair da orquestra e os doutores, quer professores, quer executantes, substituirão o som calado do toque das mãos pelo barulho dos carimbos sobre os pedidos de exame.

Que os Patápios tomem seus lugares.

3 comentários em “Cruzes, minha prima!

Leave a Reply

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s